Projeto colaborativo Hay Amores

ligado .

Para assinalar o Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas, a turma do 8ºB apresentou no dia 9 de Junho um exercício coreográfico, como resultado de um trabalho de Dança do grupo do Desporto Escolar que partiu do tema amores impossíveis, desenvolvido num DAC com as disciplinas de Espanhol, TIC, Educação Visual e Educação Física,  através das histórias de Inês de Castro ( Canto III dos Lusíadas ) e dos Amantes de Teruel (o belo mural pintado por Jorge Gay sito na Fundação daquela cidade). Esta atividade encontrava-se inserida no projeto colaborativo Hay Amores, em parceria com o Instituto Puigvert de Barcelona, através da plataforma ETwinnng. Ainda no âmbito deste projeto os alunos assistiram a uma palestra sobre o casamento infantil, dinamizada pela Doutora Nadir Faria da Amnistia Internacional, no dia 21 de maio e realizaram uma pesquisa na disciplina de Educação Visual sobreum “Beijo” que tenha ficado célebre numa área artística (cinema, banda desenhada, fotografia, pintura, desenho e escultura)trabalho do qual resultou uma exposição patente na BE . É de realçar que este projeto tinha como principais objetivos desenvolver as competências dos alunos na utilização de novas ferramentas tecnológicas de comunicaçãoproporcionar atividades que permitiram refletir sobre emoções e comunicar em Espanhol, promovendo ao mesmo tempo relações saudáveis e desenvolvendo valores universais de respeito pelo outro. Estes objetivos foram plenamente cumpridos, tendo os alunos demonstrado ao longo do ano muita dedicação e interesse pelas atividades propostas.

Ver video

 

A MELHOR CARTA

ligado .

Maria Laranjo Costa, aluna do 5.º D está de parabéns por ter ganho o primeiro lugar do concurso “A melhor carta”, promovido internacionalmente pela União Postal Universal (UPU).

“Escreve uma carta a um familiar acerca da tua experiência com a Covid-19” foi o tema do Concurso "A Melhor Carta 2021", lançado pela Fundação Portuguesa das Comunicações, destinado a jovens entre os 9 e os 15 anos, distribuídos por dois escalões: o 1.º dos 9 aos 11 anos e o 2.º dos 12 aos 15 anos.

Esta é a carta escrita pela Maria Costa, vencedora do 1.º prémio:

Outeiro, 5 de abril de 2021

Querido primo Duarte,

Espero que estejas bem, com muita saúde.

Quero contar-te como correu o meu confinamento devido à Covid-19. Sinto que os dias passam a correr, tendo mais tempo para estar em casa com a minha família, onde eu me sinto muito bem. Como tenho muitos animais - galinhas, patos, perus, coelhos, cabritos, vacas e gatos - estive bastante tempo a cuidar deles. Também passei várias horas com a minha tia na agricultura, pois adoro mexer na terra e tratar das plantas. Semeei batatas, plantei alface e vários tipos de flores. Arranquei ervas daninhas no cebolo e reguei as plantas.

Tive aulas online e costumava acordar sempre às 7h50m.Tomava o pequeno-almoço e ligava o computador para às 8h25m estar nas aulas. Neste período, as aulas foram divididas em síncronas para estarmos com os professores e assíncronas para fazermos o trabalho autónomo. Nos intervalos, jogava à bola com o meu primo e andava de bicicleta. O exercício físico fazia-me descontrair um pouco, porque nestas aulas ficava um pouco ansiosa. Gostei deste ensino à distância, mas prefiro o ensino presencial. Hoje regressei à escola e conversei muito com as minhas amigas.

Nesse tempo de confinamento domestiquei um gato preto com os olhos verdes, o que foi uma surpresa pois achava que nunca iria conseguir fazê-lo. Em concordância com o meu primo, demos-lhe o nome de “Mico” e passou a ser o meu animal de estimação.

Devido à pandemia não houve Compasso Pascal. Na minha aldeia, esta tradição ainda se mantém muito forte. As pessoas preparam as casas e uma mesa bem recheada para receber o padre, o mordomo da cruz, a lavradeira do folar, os rapazes da campainha e da caldeira e os gaiteiros. Estes fazem muito barulho com os seus instrumentos musicais, mas faz parte da festa. Também não se ouviram foguetes na minha freguesia nem nas freguesias vizinhas. Este ano fiquei em casa, como era obrigatório. Estiveram uns dias bonitos de sol para andar ao ar livre.

As férias da Páscoa este foram mais curtas que o habitual mas souberem muito bem para descansar e descontrair. Eu tenho um trampolim enorme que no inverno fica guardado. Mas, este ano, o meu pai montou-o mais cedo no jardim pois tivemos que arranjar alternativas para os dias serem mais agradáveis. É ótimo saltar no trampolim, pois parece que flutuo no ar. Por vezes faço algumas acrobacias um pouco perigosas, apesar de que agora tenho mais medo pois no ano passado magoei-me num braço.

O meu aniversário aproxima-se e gostava de fazer uma festinha com as minhas amigas. Por este andar já vi que não vai ser possível! Como temos que manter o distanciamento, vai ter que ser adiada para o próximo ano. Esta festa já foi adiada no ano passado. Mas eu entendo que é por uma boa causa. Estar em casa é bom mas estou a ficar cansada deste confinamento. Sinto-me “presa”, sem asas para voar….

Despeço-me com muitas saudades de ti…ficando à espera de notícias tuas.

Beijinhos

Maria Costa

Sacos do pão sustentáveis

Escrito por Manuel Chavarria ligado .

Porque se acredita que as expressões artísticas, além do contributo decisivo para a formação integral da criança, permitem o desenvolvimento de processos de educação para a cidadania que lhe possibilite um relacionamento sustentável com o mundo que a rodeia, a Escola Básica de Santa Marta de Portuzelo desenvolveu, em parceria com a Junta de Freguesia, o projeto “Sacos do Pão, uma tradição em defesa do Ambiente”.

Este projeto, iniciado no primeiro período de 2019/2020, teve várias etapas devido à situação pandémica que se vive. A pretexto de um concurso de desenho, no qual todas as crianças do Jardim de Infância e da Escola participaram, e da valorização do património cultural local, foram trabalhadas noções como património e sustentabilidade. Um júri selecionou cinco desenhos que, mais tarde, foram estampados em sacos do pão.

Com muito agrado de todos, chegou o momento de os distribuir, o que aconteceu hoje, dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança. Assim, com a presença dos elementos da Junta de Freguesia, o Vereador da Câmara Municipal do Ambiente, das representantes do APJBrito e da Associação de Pais, os sacos do pão com a estampagem dos desenhos vencedores do concurso foram entregues a todos os participantes no concurso de desenho e também aos novos alunos da escola.

Dada a situação pandémica, a distribuição foi feita em cada sala de atividades/aula, o que constituiu uma grande e agradável surpresa para os mais pequenos.

Desde já, os agradecimentos à Junta de Freguesia de Santa Marta de Portuzelo, na pessoa do seu Presidente, Professor Paulo Maciel, e à Câmara Municipal, através do seu Vereador do Ambiente, Professor Doutor Ricardo Carvalhido. Uma palavra de agradecimento, ainda, à representante da Associação de Pais da Escola, D. Rita Cunha. À Bibliotecária do APJBrito, que representou o Agrupamento, além de um agradecimento especial, os votos da continuação de um bom trabalho em prol da leitura e do desenvolvimento literácito dos alunos do Agrupamento.

A Coordenadora da Escola

APJB na promoção da saúde

ligado .

O APJB, numa acção solidária e voluntária, associa-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro e tem vindo a dinamizar um conjunto de iniciativas promotoras de saúde e de angariação de fundos. Esta parceria é coordenada pela professora Júlia Castro e todos os fundos angariados são encaminhados para aquela instituição, cujo trabalho depende muito da generosidade dos cidadãos e da sociedade civil em geral.

No dia 20 de junho, o grupo de Jovens Promotoras de Saúde da Escola Pintor José de Brito, promoveu uma caminhada solidária entre pessoal docente e não docente, a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, intitulada " Corrida para a Vida". No dia 30 de maio, o mesmo grupo dinamizou a mesma atividade para alguns professores e pais e encarregados de educação.

Foram bons momentos de convívio e de solidariedade entre os intervenientes.

 3
1
2

Dia mundial do Ambiente

ligado .

No âmbito da disciplina de Espanhol, dentro da Unidade "Medio ambiente”, e em articulação com a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, os alunos do 9ºA participaram, com grande entusiamo e alegria, numa limpeza à praia do Cabedelo, no dia 5 de junho, para comemorar Dia mundial do Ambiente. Os alunos do 11º ano desta disciplina também participaram nesta iniciativa, uma vez que também foi lecionada esta temática neste período.Com esta iniciativa, em parceria com o Surf Clube de Viana e com os Serviços Municipalizados de Viana do Castelo, pretendeu-se organizar trabalho voluntário relacionado com a limpeza de Praias, apostando na educação ambiental como forma de sensibilização.
¡Gracias a todos por vuestra colaboración y dinamismo! 
 
 
amb2 
 amb4
 
Selo Segurança Digital

    eTwinning

Contactos

Telefone: 258 839 160
Fax: 258 830 037

Rua José de Brito
4925-062 Viana do Castelo

Email a.pjbrito@gmail.com